É...se falou tanta coisa sobre a queda do game...muitos deram até certeza da falência, e ainda estamos aqui, apesar de tudo. Em meus tópicos antigos cheguei a mencionar sobre games que haviam fechado as portas, sendo um deles o Red Crucible2, e não é que voltou e nos mesmos moldes que era? Zula também tinha sido desativado e também tá de volta. O que quero dizer com isso é que, de alguma forma games por mais "pobres" que aparentam ser conseguem sobrevida aqui no Brasil. Deve ser porque o país tem muitos jovens que de tempos em tempos sustentam os games...uma turma joga por algum tempo, abandonam por vários motivos, vem outra geração (digamos assim) e assim é garantido o sustento dos games (creio). O Combat Arms, na minha opinião passa por um momento meio estranho, para o aborrecimento dos veteranos, armas raras são vendidas livremente, e (não poderia ficar sem falar deles) aparentemente até quem lida com hacker está meio em dificuldades por aqui, se não se vê tanto hacker (mas tem sim) não seria porque a equipe os superou, mas sim porque da parte deles não há mais interesse em realizar aqui seus "serviços", e no mais, parece também que existe maior dificuldade em se conseguir "colaboradores internos" para facilitar as coisas como é nos outros games; no Zula o moderador Daan Oliveira e no Crossfire o ex-GM Fox até chamado de padrinho pelos usuários de hacker de um site bandido de nome Game Owned, são bons exemplos de "colaboradores internos". Bom...eu ainda estou por aqui e confesso que só tenho coragem de fazer compras aqui, nos outros games é inútil visto o caos provocados pelos muitos usuários de programa ilegal, o pior de todos é o Zula que até parece o CS-GO totalmente dominado pelos trapaceiros.