Level Up!
Página 1 de 6 123 ... ÚltimoÚltimo
Resultados 1 a 10 de 59

  Clique aqui e leia a primeira resposta da Staff.   Tópico: Warface - Sugestões

  1. #1

    Warface - Sugestões

    E aí,

    Estou eu aqui de novo, para trazer minhas idéias pra esse jogo. Talvez não resolva, mas ao menos são idéias. Tô pra ver alguém que faça um jogo de verdade, muitos jogos tem potencial, mas o que você menos vê é gente tentando explorar o máximo potencial deles. Confesso que tenho vontade de fazer meu próprio jogo, mas ia dar uma trabalheira, e eu não sei se eu estou preparado pra quebrar minha cabeça, eu só tenho certeza de uma coisa, se eu fizesse faria bem feito, daria o melhor de mim pra fazer.

    Eu sempre gosto de dizer que os jogos tem que ter coerência, a verdade é que talvez eu tenha que tomar vergonha na cara e fazer um jogo pra mim, que tenha decência e coerência, mas como eu disse eu não sei se é isso que eu tenho que fazer.

    Eu já vi várias matérias sobre armas e coletes e a verdade sobre eles é muito diferente. Eu vi um vídeo, que um soldado americano levou 4 tiros, mas saiu sem ferimentos, tudo porque os 4 tiros pegaram no colete. Capacetes, suportam tiros de fuzil, até os da 2ª guerra já faziam isso, tinham um composição diferente, mas faziam. A minha visão do Warface, é que coletes são folhas de papel, que servem nada mais nada menos que uma vida extra, e não como uma proteção de verdade. Sei que essas aplicações são feitas pra o jogo ficar mais dinâmico, mas não acho justo, perder a essência de uma guerra de verdade, principalmente, pra um jogo que diz que é a Verdadeira Face da Guerra. Pra mim é inaceitável que o comportamento do jogo seja assim. É por isso que no PVP, você parece um pedaço de papel andando. Teve um tempo que eu até deixei de jogar por causa disso, porque tudo acontecia tão rápido, que minha cabeça ficava atordoada, eu ficava cansado, de olhar pros lados pra ver se vinha inimigo, e quando ver alguém na sua frente atirar que nem um maluco, por que senão sua vida sumia, embora que agora eu tenha melhorado bastante, não sei exatamente o motivo, pois mesmo sem me esforçar muito, eu to indo bem até nos PVPs, mas ainda sim é uma questão que incomoda. A barra de colete é como se fosse uma barra de vida extra, não apresenta resistência, isso já deu pra perceber, tanto que quando eu to de engenheiro num COOP, eu recupero o colete, mas dá uns dois segundos, o cara já precisa de colete de novo.

    Então aqui vão alguns pontos sobre esse assunto:

    + Reforçar esses coletes:

    Sei talvez fique difícil marcar dano no inimigo, mas eu sei que os caras são capazes de dar um jeito de marcar dano, inventar uma continha, ou uma meio, de marcar dano no inimigo, sem que parece papelão, porque eu faria do mesmo jeito, para manter a coerência do jogo com a realidade, já que é um jogo de guerra. E talvez apareça aquela velha questão: "mas os caras só querem dinheiro.", entretanto, mesmo que isso seja uma justificativa, estou aqui para enfatizar meu ponto de vista, independente da posição deles.

    + Reforçar esses capacetes:

    Capacetes não server de nada, digo, quase nada, quase não faz diferença, se o capacete é padrão, ou reforçado, 1 tiro na cabeça é headshot e acabou, por isso eu compro coletes bons, e capacetes eu deixo pra comprar depois. Sendo que o capacete padrão já daria conta de muita coisa, se fossemos levar ele pra realidade.

    + Mudar a mecânica dessas botas:

    Onde já se viu bota darem velocidade. Botas de guerra são pesadas, principalmente botas reforçadas. Sapatos especiais te permitiriam correr mais rápido, não porque eles tem uma espécie de poder especial, mas porque eles diminuem o peso nos pés, e o que eu vejo no jogo é justamente o oposto disso.

    + Luvas de Derrubada. Pera aí, né?:

    Luvas especiais, luvas corpo-a-corpo? Pô cara, tá doido. Luvas de Derrubada? Cacete nego, essa luva pesa uns 20 kilos né (kkkkkk)? Luvas que melhoram o tempo de recarga? Cacete nego, essa luva é feita de papel? Ela puxa o pente de dentro do bolso via magnetismo? Tá complicado.


    E aí como resolver isso?:

    + Mudança nas propriedades de coletes:

    Coletes não são indestrutíveis, isso é obvio, mas não são tão resistentes no jogo. Ao invés de fazer uma barra, com o valor do colete, fazer um gráfico com o desenho do colete: aonde fosse levado os tiros a proteção iria enfraquecendo, dessa forma o dano naquele ponto iria aumentar, mas o colete não ia deixar de barrar o dano recebido nos outros pontos, não permitindo que o colete tivesse uma redução de dano igual a 0 em qualquer lugar do corpo, apenas em lugares quebrados. Por exemplo, a imagem do colete seria azul, e obvio, teria os pontos do colete com reforço, como por exemplo o peito, mas isso fica pra depois. Continuando, a imagem do colete seria azul, a medida que o colete fosse danificando, as cores iriam mudando. O dano recebido por alguém com o colete totalmente azul seria mínimo, dado um tiro naquela região, dependendo da força do tiro, ou o tipo do tiro, a cor iria mudar, para verde, amarelo, laranja, vermelho, e por último, quando o colete não tivesse mais nenhuma resistência, seria preto, na verdade, não teria cor. Cada parte do colete seria reforçada de uma maneira diferente. Exemplo, no peito, o colete teria mais resistência, ou na barriga, e assim por diante. Desse ponto, seriam dadas as resistências, ou seja, os valores para cada parte do colete, e não só os valores absolutos, mas também o quanto um colete resiste a um tiro. Um colete pode ter 200 pontos de resistência, mas vale lembrar quantos esses 200 pontos podem durar, o que seria a vida efetiva do colete. Se um colete de 200 pontos barra 50% do impacto de um tiro, e um de 120 barra 80%, qual o melhor? O de 120 pontos seria melhor, porque a vida efetiva dele é melhor. Além disso, tem quanto de dano o colete barra para o usuário. Vamos tomar o mesmo exemplo: eu tenho um colete de 200 pontos que barra 50% do impacto do tiro, e deixa passar apenas 20% de dano ao usuário, ou seja, eu pego uma bala de 100 de dano: o colete barra 50% do impacto da bala em si mesmo, então depois desse tiro, ele teria 150 pontos, e deixa passar 20 % do dano ao usuário, ou seja, o usuário ia perder 20 de vida. A medida que o colete fosse baixando os pontos, o gráfico de efetividade do colete iria mudar de cor, digamos que o colete agora fique verdade, então ele deixa passar mais dano ao usuário, e resiste menos a balas. Agora ele tem um resistência de 40% e deixa passar o dano em 30%, sabemos que ele agora tem 150 pontos, então vamos disparar mais um tiro de 100 de dano contra ele: agora o usuário perde mais 30 de vida, e os pontos de colete são reduzidos a 90, e assim por diante até o colete quebrar. Lembrando que quanto mais baixo os pontos de colete, menos resistência ele tem, e sua cor vai se apresentar correspondente. Todas essas propriedades iriam mudar de colete pra colete, sem contar que alguns coletes teriam pontos adicionais em alguns partes, como citei acima: no geral o colete teria 100 pontos de resistência, mas no peito algum desse coletes teria 150 e uma resistência maior.

    + Mudar as reações do Jogo:

    + Jogadores que tomaram um tiro na cabeça:


    Não necessariamente iriam morrer (isso também vai depender do dano da arma), mas poderiam ficar atordoados, por exemplo: a visão ficar turva por um período, a precisão ficar pior, além de tomar um pedaço de dano.

    + Jogadores que tomam tiro na barriga:

    Ficariam andando mais lento, o efeito aumentaria de acordo com o estado do colete.

    + Jogadores que tomam tiro nos pés:

    Ficariam com dificuldade de andar, ou cairiam com um dos joelhos no chão, no caso o joelho da perna onde o pé foi atingido.

    + Jogadores que tomam tiro nos braços:

    Ficariam com mais dificuldade de puxar um pente para recarga. Também perderiam um pouco de precisão, aumentando um pouco o recuo da arma

    + Jogadores que tomam tiro nas mãos:

    Ficariam com dificuldade para por os cartuchos ou puxar o ferrolho da arma, até mesmo disparos seriam mais demorados, ou seja, apertar o gatilho demoraria um pouco mais.

    + Jogadores que tomam tiros no peito:

    Alguns tiros no peito fariam o jogador cair, além de perder um pouco de vida, dependendo do tipo de tiro. Sem contar que tiros no peito causam um pouco mais de dano.

    + Capacetes, botas e luvas:

    Assim como os coletes, teriam valores de resistência, bem menores que os dos coletes, mas teriam.

    Tem um ponto interessante sobres as armas também, que seriam alguns ajustes:

    + Tipos de balas:

    Se coubesse disponibilizar tipos de balas diferentes para usar nos cartuchos. Obvio, cada arma comporta seu próprio tipo de bala, no caso do calibre. Mas existem alguns tipos de balas especiais, como as balas de pontas ocas, e as balas de ponta chumbada, entre outros tipos, mas esses foram os que eu ouvi falar.

    + Recarga das armas:

    Os jogadores deveriam preparar os cartuchos das armas manualmente, ou seja, colocar as balas dentro dos cartuchos com a mão. Inicialmente, os jogadores começariam com um número de cartuchos, e no decorrer do jogo, eles teriam que parar um momento para preparar esse cartuchos. Os mais beneficiados com isso, seriam os médicos, que não usam 12 com cartucho, quem usa metralhadoras do tipo da MG4 e M60E4, que tem bolsas de munição, e quem usa Revólver, ao invés de pistola, assim enquanto os outros jogadores se preparam os médicos, ou quem tem essas vantagens, limpam a área.

    + Mais modificações:

    Disponibilizar mais miras, lasers, miras noturnas, entre outros acessórios interessantes para se colocar nas armas. Já pensou uma Desert Eagle com um laser naquele trilho inferior que ela tem, perto da boca?

    + Adição de alguma nova classe:

    Sei que já existem 4 classes, mais acho que elas deveriam ser melhor aproveitadas. Digo isso porque o engenheiro é uma classe de apoio tático, mas pouca gente usa no COOP, por dizer que a classe não serve, e de certa forma eles tem razão, já que existem coletes regenerativos, e não existe toda essa tática no jogo até agora, a mina claymore é mais como uma segunda granada, do que como uma explosivo de proteção de área. Uma classe que eu pensei muito que poderia ser colocada, é a classe Granadeiro, sei que talvez não exista isso na vida real, mas seria um cara especialista em granadas, como granadas explosivas, granadas de fumaça, isso ajudaria muito a aliviar o fardo da equipe, e pra ajudar ele no apoio tático, ele portaria uma pistola, ou quem sabe duas, umas das pistolas teria muitas balas, e a outra seria mais potente mais teria menos balas, mas acho que uma pistola já vale.

    Bem de um modo geral essas são as minhas sugestões, eu sei que fui bem extenso mas isso não é um impecilho. E com todas essas mudanças tenho certeza que, mesmo com o jogo um pouco mais complicado, melhoraria o fluxo estratégico e tático, fazendo os jogadores trabalharem mais em equipe, e agirem mais como se tivessem numa guerra, já que teriam que se esconder atrás de objetos para não sofrer as consequências de tiros no pé, no peito ou em qualquer outro lugar.
    Última edição por Gabriel.Leona; 02-08-2016 às 16:58.

  2. #2
    Colega serei bem sincero: Suas sugestões são impossiveis de serem implementadas nesse jogo e na maioria dos fps atuais. Neste exato momento.

    Não, elas não são ruins não, são ótimas. Tornaria o jogo mais realista e muitos jogadores adorariam um jogo assim, porém hoje nenhuma empresa está preocupada com tornar seu jogo mais real, eles estão preocupados com gráficos, som, skins coloridas, enfeites e etc. Só daqui umas 2 gerações que veremos um jogo com um naipe parecido com o que sugeriu (mais realista e menos arcade). Só quando atingirem certo ponto gráfico eles vão se tocar que precisam melhorar a jogabilidade e o realismo do jogo. É só olhar os jogos atuais que focam em realismo, o tanto que estão distantes da vida real. Ex: Insurgency, Squad e o Arma.

    Atualmente eu não me preocuparia com dano diferenciado, desgaste de colete e etc. Mas sim com a retirada de alguns movimentos toscos do jogo. Como escorregada, dropshot, jumpshot. Até hoje não entendo como alguém teve a ideia de por isso em um jogo e dizer que se baseia na guerra real.

  3. #3
    Nem simulador de guerra deve simular características reais tão fielmente como você deseja. Warface não tem nada baseado em tática real de combate, porque seu propósito é garantir experiência divertida ao jogador, não de simular condições reais de combate. Para isso o Warface teria que ser totalmente reformulado.

    Experimente jogar ARMA 3, acredito ser a melhor plataforma de simulação de guerra atualmente, esse sim tem o propósito de te proporcionar experiências mais próximas da realidade possível.

    Suas ideias são interessantes, mas inviáveis para o Warface, que não é um SIMULADOR de guerra.
    Última edição por Gokulesado; 01-08-2016 às 22:42.

  4. #4
    Citação Postado originalmente por Apogen Visualizar mensagem
    Colega serei bem sincero: Suas sugestões são impossiveis de serem implementadas nesse jogo e na maioria dos fps atuais. Neste exato momento.

    Não, elas não são ruins não, são ótimas. Tornaria o jogo mais realista e muitos jogadores adorariam um jogo assim, porém hoje nenhuma empresa está preocupada com tornar seu jogo mais real, eles estão preocupados com gráficos, som, skins coloridas, enfeites e etc. Só daqui umas 2 gerações que veremos um jogo com um naipe parecido com o que sugeriu (mais realista e menos arcade). Só quando atingirem certo ponto gráfico eles vão se tocar que precisam melhorar a jogabilidade e o realismo do jogo. É só olhar os jogos atuais que focam em realismo, o tanto que estão distantes da vida real. Ex: Insurgency, Squad e o Arma.

    Atualmente eu não me preocuparia com dano diferenciado, desgaste de colete e etc. Mas sim com a retirada de alguns movimentos toscos do jogo. Como escorregada, dropshot, jumpshot. Até hoje não entendo como alguém teve a ideia de por isso em um jogo e dizer que se baseia na guerra real.
    É verdade, eu sei disso. Infelizmente essa é a realidade. Mas ter essas idéias é bom pra mim, desenvolve minha mente, deixa minha mente mais aberta. Estraga minha alegria não jovem (brincadeira).

  5. #5
    Citação Postado originalmente por Gokulesado Visualizar mensagem
    Nem simulador de guerra deve simular características reais tão fielmente como você deseja. Warface não tem nada baseado em tática real de combate, porque seu propósito é garantir experiência divertida ao jogador, não de simular condições reais de combate. Para isso o Warface teria que ser totalmente reformulado.

    Experimente jogar ARMA 3, acredito ser a melhor plataforma de simulação de guerra atualmente, esse sim tem o propósito de te proporcionar experiências mais próximas da realidade possível.

    Suas ideias são interessantes, mas inviáveis para o Warface, que não é um SIMULADOR de guerra.
    Você está errado, em dizer que propósito do Warface é trazer diversão. Diversão de que? Porque eu não me divirto com esse troço, na verdade, um pouco, mas não da forma que eu quero. Na minha opinião qualquer coisa que use o tema guerra, tem que ser baseado na realidade, ainda mais pra um jogo que tem gráficos reais. Pra que melhorar o motor gráfico do jogo, só pra não seguir a tema nas outras áreas. É como alguém falou: a Crytek não tá nem aí pra o jogo, só quer saber de dinheiro, então cria-se a ilusão de algo parecer ser real, e pronto, alguém vem jogar. Quem joga jogo de guerra é porque quer experimentar elementos de uma guerra. "A verdadeira face da Guerra", esse título é o que pra você? E eu nem tenho dinheiro pra jogar o ARMA 3. Parece que eu vou ter que apelar e criar meu próprio jogo.

  6. #6
    São ótimas sugestões, mas se a Crytek não consegue nem implementar uma mira laser na arma, acho que não conseguiria implementar nem 90% dessas sujestoes ae.

    E como disseram, Warface não é um simulador. Tá certo que tem que se aproximar da realidade, mas não deve chegar ao ponto da "realidade chata". Imagine só a MG3 com aquela cadencia de tiros .50. Ou uma USAS... pelo que eu saiba, vc levar um tiro de doze e sair correndo é impossível. Os ress, um cara morre 5 vezes de hs e o med vai lá e só dá um choque pro cara virar zumbi novamente.

    Só que as ideias como: Mais modificações, nova classe são... acho que elas são fáceis de implementa-las. E para a mira noturna, não temos que esquecer de criarem mapas noturnos tambem... ou opções pra alterar o tempo, como mostra nesse vídeo
    https://www.youtube.com/watch?v=odT_nELm5H4



    Gostei muito da ideia da classe "granadeiro".

  7. #7
    Vou estar dando a minha sincera opinião sobre suas sugestões. Um jogo para ser divertido é necessário balanceamento, alguns preferem um jogo realista, outros preferem algo mais competitivo e arcade. Achar o peso certo na balança entre realismo e balanceamento é difícil.

    A maioria delas, se aplicadas pode estragar com o balanceamento ou fazer o competitivo do jogo mais distante. Como estas de melhores coletes, capacetes e etc, como também a de retirar os atributos das luvas, botas e etc, levar um tiro na cabeça e não morrer, recarregamento de armas separados por munição e pente... Estes estão bons do jeito que são, não seria bom modificá-las ou aplicar suas sugestões.

    Sobre a do colete ter partes diferentes que se danificariam, acho difícil pois a Crytec teria de refazer o hitbox de cada um deles, mas acharia legal se vier.

    Mais modificações, mais tipos de munições e o personagem perder atributos físicos aonde é levado o tiro acho super interessante e tático, poderia dar certo no jogo. Eu já até fiz tópicos sugerindo mais tipos de modificações e munições, se quiser dar uma olhada é só ver meus tópicos iniciados e caçar lá.

    Sobre uma nova classe, só consigo pensar nessas coisas para ser viável: ter armas, equipamentos e funções diferentes das classes já existentes além de realmente ter um propósito em operações militares na vida real e entrar em balanço com elas. Seria legal um Sapador, que na vida real tem função de colocar e retirar minas, construir fortificações, pontes, abrigos (como também destruir), além de servir como infantaria para ataque e defesa como necessário. A minha sugestão para uma nova classe seria ele, tendo as seguintes características:


    • Usaria como arma primária fuzis semi-automáticos como a VZ. 52, Gewehr 43...
    • Teria como um engenheiro, opções de colocar claymore ou algum outro tipo de mina.
    • Como especial, poderia construir barreiras (como no Warz, veja o vídeo como exemlpo: https://www.youtube.com/watch?v=-MLgPVRQpe8 pule para 2:05), seria ideal termos tipos de barreiras diferentes comprá-veis pela loja, ter um tempo para construir, resistência, tamanho, o número máximo para as carregar e etc. Ex.: Uma barreira que aguente 10 tiros, tem 2x2m, leva 4 segundos para se construir e você pode carregar 2 no inventário para ser colocadas no round, ou outra barreira que aguente 20 tiros, é 3x2m, leva 7 segundos para construir e você só pode carregar 1 por round. Seria de uso tático para fechar um lugar onde o inimigo só passa-rá a destruindo o levando tempo e distribuindo sua posição, ou por defesa se você precisa passar em um lugar onde tem um sniper mirando ou está em um lugar aberto.


    O problema meio que obviamente é eles ter de modificar toda a interface visual da aba de fornecedores, inventário, loja, stats e etc para poder aparecer a nova classe, como também criarem as novas armas, capacetes, seu atributo especial e ver se relamente daria certo no jogo e não o desbalancearia.
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Sapador
    Última edição por SonecaSupremo; 01-08-2016 às 23:30.

  8. #8
    Citação Postado originalmente por Agente da morte Visualizar mensagem
    São ótimas sugestões, mas se a Crytek não consegue nem implementar uma mira laser na arma, acho que não conseguiria implementar nem 90% dessas sujestoes ae.

    E como disseram, Warface não é um simulador. Tá certo que tem que se aproximar da realidade, mas não deve chegar ao ponto da "realidade chata". Imagine só a MG3 com aquela cadencia de tiros .50. Ou uma USAS... pelo que eu saiba, vc levar um tiro de doze e sair correndo é impossível. Os ress, um cara morre 5 vezes de hs e o med vai lá e só dá um choque pro cara virar zumbi novamente.

    Só que as ideias como: Mais modificações, nova classe são... acho que elas são fáceis de implementa-las. E para a mira noturna, não temos que esquecer de criarem mapas noturnos tambem... ou opções pra alterar o tempo, como mostra nesse vídeo
    https://www.youtube.com/watch?v=odT_nELm5H4



    Gostei muito da ideia da classe "granadeiro".
    Sim é verdade, a realidade chata é osso. Essas "complicações" que fiz, foi pra deixar o jogo mais gostoso, fazer um certo sentido. Porque puta que pariu, você jogar como um papel é osso, acho que o jogo precisa de um pouco mais de mecânica, que torne o jogo um pouco mais real, mas não tão real quanto a realidade. E obrigado por gostar da classe, nem lembro de onde veio essa ideia, mas piscou a alguns meses atrás e eu fiquei matutando nisso.

  9. #9
    Suas sugestões são boas, masssssssssssss.

    São inaplicáveis, teria que ser feita uma nova engine baseada nisso tudo que voce falou ai.

  10. #10
    Citação Postado originalmente por Gabriel.Leona Visualizar mensagem
    Quem joga jogo de guerra é porque quer experimentar elementos de uma guerra.
    Sim. Mas não necessariamente elementos que simulam com fidelidade as situações reais como você deseja, que inclusive para muitos pode se tornar chato e desgastante.

    Quem joga games de corrida quer experimentar elementos de corrida, mas não necessariamente quer jogar o simulador iRacing e se submeter a dificuldade de condução de um veículo que a simulação do game proporciona. Tem um monte de game de corrida ARCADE para o amante de corrida jogar.

    Citação Postado originalmente por Gabriel.Leona Visualizar mensagem
    "A verdadeira face da Guerra", esse título é o que pra você?
    Simplesmente marketing. É por isso que há sites e canais de reviews de games, para as pessoas conhecerem o game antes de serem enganadas pelo que ele se diz ser.

    Mas eu estou errado. A melhor coisa que você faz é criar seu próprio game mesmo, assim ficará satisfeito por completo.
    Última edição por Gokulesado; 02-08-2016 às 00:05.

Tags para este Tópico

Permissões de postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •